Buscar
  • Fernanda Oliveira

Porque o joelho sofre com tantas lesões?

O joelho é uma estrutura muito requisitada no movimento e é a que sofre mais com lesões.

  • O joelho

  • Principais lesões relacionada à cartilagem - Condromalácia Patelar e Artrose no joelho

  • Lesões relacionadas à Patela - Luxação Patelar e Tendinite Patelar

  • Lesões relacionadas à prática esportiva - Lesão de Ligamento Cruzado Anterior - LCA

  • Tendinite da Pata de Ganso

  • Prevenção de lesões

  • Tratamento Fisioterapêutico

  • Fisioterapia Pós cirúrgico

joelho

O JOELHO


O joelho é uma das estruturas mais fortes e importantes do corpo. Ele permite que a perna se movimente enquanto suporta o peso do próprio corpo.


O joelho possui várias estruturas como ossos, músculos, tendões, ligamentos, cartilagem e meniscos.


A cartilagem é um tecido composto por água (cerca de 66 a 80%). Recobre os ossos do joelho com a função de amortecedor, absorvendo o impacto e distribuindo a força de maneira igual, evitando o excesso de pressão em um único local.

O menisco é uma cartilagem no formato de uma meia lua, localizado na parte de fora e de dentro da estrutura do joelho.


Funciona como um amortecedor dentro do joelho. Agindo como lubrificador, estabilizador, amortecedor e distribuidor de força.


Há uma tendência em mantê-lo, pois sua remoção está ligada a altas taxas de degeneração da cartilagem e evolução para uma condromalácia patelar.


Tendão patelar é uma estrutura forte, que conecta a patela (osso da frente do joelho) e a tíbia.


Tem a função juntamente com o músculo da frente da coxa (quadríceps) de esticar a perna e desacelerar o movimento.

Carga em excesso


O joelho é uma articulação que suporta o peso do corpo, sofre muita força e tensão com impacto nas atividades do dia-a-dia e esportivas.


A carga em excesso sobrecarrega as estruturas na articulação.


Atividades como saltar, pular, correr causam bastante impacto no joelho.


Lesões no joelho ocorrem por excesso de carga, atividades repetitivas e de impacto.


Principais lesões no joelho relacionadas a cartilagem

Condromalácia Patelar e Artrose no joelho

Condromalácia Patelar

É o amolecimento da cartilagem da patela. Ocorre perda da capacidade de absorver forças em que é submetido. Levando à sobrecarga do osso da patela.


Os sintomas são:

  • Dor na patela;

  • Inchaço;

  • Dificuldade ao andar;

  • Dificuldade ao subir e descer escadas, correr ou saltar;

  • Sensação de estalo no joelho e de estar saindo do lugar


Nem todos apresentam todos os sintomas.


As causas são:


  • Envelhecimento;

  • Excesso de peso;

  • Excesso de atividade física;

  • Fraqueza muscular do quadríceps;

  • Posicionamento inadequado da patela;

  • Funcionamento inadequado dos membros inferiores durante o dia-a-dia e nos esportes.

Artrose ou osteoartrose no joelho

É uma doença inflamatória que se agrava aos poucos. Ocorre o processo de degeneração, ou seja, desgaste do tecido da cartilagem do joelho.


As estruturas do joelho vão degenerando com o tempo. É natural que ocorra o desgaste da articulação.


É importante estar atento aos sintomas:


  • Dor que piora com o esforço;

  • Rigidez da articulação (ficando dura), principalmente no frio;

  • Dificuldade de andar, principalmente subir e descer escadas;

  • Incapacidade de dobrar ou esticar o joelho de maneira completa;

  • Inchaço (água no joelho), que se agrava principalmente após esforço físico;

  • Fraqueza muscular principalmente nas coxas.

Não tem cura, mas há como melhorar as dores, movimento, inchaço e os sintomas.


Lesões relacionadas a Patela: Luxação Patelar e Tendinite Patelar

Luxação Patelar

É o deslocamento da patela para fora. O osso sai do lugar.


A luxação ocorre por uma pancada ou uma entorse de joelho.


Pode ser causada por traumas ou alterações da estrutura da patela, que favorece o deslocamento.


Fatores que causam:


  • Patela muito alta ou inclinada lateralmente (para fora);

  • Ligamento frouxo;

  • Joelho valgo;

  • Desequilíbrio muscular.

  • Trauma.


No momento da luxação os sintomas são:


  • Dor intensa;

  • Limitação do joelho;

  • Dificuldade para andar.


Quando a patela sofre luxação ocorre lesão no ligamento que contribui para estabilizar o joelho.


A patela pode sair para fora parcialmente ou totalmente.


A patela pode voltar para o lugar sozinha ou precisar que seja recolocada no lugar.


Neste caso o médico colocará no lugar e depois com a perna esticada fará imobilização.


A cirurgia é indicada no caso de ocorrência frequente e se estiver associada com fratura.

Geralmente é indicado imobilização e Fisioterapia.

Tendinite Patelar


É uma lesão por esforço repetitivo e bastante comum.


O tendão patelar é sobrecarregado quando o quadríceps não consegue absorver o impacto


O tendão começa a ter que exercer a função do músculo e acaba sofrendo alongamento e encurtamento, indo além da sua capacidade.


Ocorre inflamação intensa inicialmente e posteriormente destruição e morte do tecido do tendão.


O tendão fica mais grosso e comprimi toda região que o envolve, reduzindo o fluxo sanguíneo.


Os fatores de risco para a lesão são:


  • Atividades como saltar e correr;

  • Encurtamento e fraqueza muscular;

  • Doenças que diminuem o fluxo sanguíneo para o joelho enfraquecendo o tendão. Por exemplo: diabetes, artrite reumatoide, insuficiência renal;

  • Estrutura da patela, como patela alta, que gera uma força anormal no tendão.


Sintomas são:


  • Dor após o esporte e à noite. Dificuldade para dormir devido a dor.

  • No dia seguinte sente dor ao andar, subir e descer escadas, dirigir e ao ficar muito tempo com o joelho dobrado.

  • Os sintomas pioram, interferindo na prática esportiva.


Lesões relacionadas à prática esportiva - Síndrome do Corredor - Lesão de Menisco - Lesão de LCA - Lesão de LCP

Síndrome do Corredor

É uma inflamação na região lateral externa da coxa, na banda iliotibial (faixa de tecido fáscia). Ocorre durante uma flexão e extensão excessiva do joelho.


Há um aumento de tensão e atrito na região por sobrecarga.

Ocorre muito em Corrida e ciclismo.


Os principais sintomas são:


  • Dor na lateral do joelho - Início da dor se manifesta durante a corrida, que piora bastante a velocidades altas e distâncias longas;

  • A dor piora em subidas e descidas a ponto de ter que parar;

  • Após alguns minutos de repouso, a dor desaparece, mas retorna com o reinicio da atividade;

  • Se insistir em correr, a dor pode piorar a inflamação, causando também irradiação da dor para cima ou baixo do joelho e inchaço com crepitação. (estalidos).

Fatores que favorecem:


  • Joelho varo (em arco);

  • Pé cavo e hiper pronação;

  • Diferença de membros nas pernas;

  • Calçados inadequados;

  • Encurtamentos musculares;

  • Excesso de treino e competições.

Importante utilizar causado adequado, movimento de corrida adequado, aquecer e alongar antes da corrida.

Lesão de Menisco


Lesão de menisco ocorre principalmente durante esportes de contato como futebol, luta ou basquete.


Há 2 meniscos: medial (dentro do joelho) e lateral (de fora do joelho).


Quando o joelho é muito flexionado ocorrendo uma entorse ou quando o adversário cai sobre o joelho esticado.


O fêmur exerce uma pressão excessiva sobre a tíbia e a força excessiva de rotação ou compressão pode levar a ruptura do menisco.


Quando a força é pequena, podem ocorrer lesões no menisco menos complexas.


Mas quando a força é grande podem ocorrer lesões mais graves afetando também outras estruturas como ligamento cruzado anterior e ligamento colateral medial.


Pode também ocorrer de forma lenta e ir piorando aos poucos, podendo causar dor repentina.


Neste caso a lesão ocorre por degeneração do menisco por envelhecimento, que se inicia por volta dos 40 anos, mas pode surgir em pessoas mais jovens.


Ao envelhecer o menisco começa a sair da posição original perdendo a função de amortecedor e aumentando a pressão entre os ossos do joelho.


Pode levar à Artrose e à Condromalácia Patelar, principalmente em pessoas acima do peso.

Os principais sintomas são:


  • Dor localizada, na região medial e lateral do menisco;

  • Há períodos de agravo e alívio de movimentos como agachar e cruzar as pernas;

  • Dor pode estar presente à noite;

  • Ruptura do menisco lateral causa dor mais constante do que o medial, devido à grande inervação e o movimento de rotação complexo.


Geralmente é indicado cirurgia em ruptura completa, em pacientes jovens e que praticam esporte.


Mesmo que realize a cirurgia é importante realizar Fisioterapia para a recuperação da força, movimentos e alívio de dor.

Lesão de Ligamento Cruzado Anterior - LCA

O ligamento cruzado anterior (LCA) é um dos ligamentos mais importantes do joelho.


É uma estrutura fibrosa dentro do joelho que liga 2 ossos (fêmur e tíbia).


Tem algumas funções como: Impedir o movimento excessivo entre os dois ossos, ajuda a girar o fêmur para fora quando o joelho é esticado.


A Ruptura do LCA ocorre de diversas formas, mas principalmente em esportes de contato, como futebol, luta.


Ocorre quando o atleta apoia o pé no chão e gira com o seu adversário torcendo o joelho.


Ocorre também quando estica demais o joelho, comum quando o adversário cai em cima.


Outra maneira é na desaceleração, como no jogo de vôlei, ao cair com os pés apoiados o joelho torce.


Sintomas:


  • Dor

  • A maioria descreve como o joelho indo para um lado e o corpo para o outro

  • Estalido assim que lesiona o joelho

  • Inchaço

  • Incapacidade de dobrar e esticar o joelho

  • Dificuldade ao caminhar

Há 2 tipos de Ruptura:


  • Total (ligamento rompe por completo)

  • Parcial (parte do ligamento rompe)


Cirurgia é indicada em ruptura total, quando paciente é jovem, pratica esportes.

Em pacientes mais velhos e não ativos a cirurgia não é indicada.


Importante realizar fisioterapia antes e após cirurgia para uma melhor recuperação.

O retorno ao esporte leva de 9 meses a 1 ano.

Lesão de Ligamento Cruzado Posterior - LCP

O ligamento Cruzado Posterior (LCP) é um ligamento localizado na parte de trás do joelho.


Tem a função de impedir que o joelho rode para trás.


É mais forte que o LCA e lesiona com menos frequência, mas quando é lesionado tem menor gravidade que o LCA.


Para ocorrer uma lesão no LCP é necessária uma grande força.


Ocorre quando um joelho está dobrado e bate em um painel do carro durante um acidente ou quando um atleta cai com o joelho dobrado.


Lesões no LCA ou LCP possuem abordagens de tratamentos diferentes.


Quando ocorre lesão de LCP acarreta lesões em outras estruturas do joelho, como cartilagem, ossos e outros ligamentos.

Os sintomas podem ser:


  • Dor com inchaço constante e rápido após a lesão;

  • Inchaço que faz com que o joelho fique rígido e pode causar dificuldade para andar;

  • O joelho parece instável, como se estivesse saindo do lugar;


Cirurgia é indicada quando lesiona outras estruturas do joelho, incluindo outros ligamentos.

Fisioterapia antes e após a cirurgia para que tenha uma boa recuperação

Prevenção de Lesões de LCA, LCP e Meniscos

Lesões de LCA, LCP, Menisco ligados a esportes de contato são imprevisíveis.


Importante manter a força muscular, o trabalho de estabilidade do joelho, flexibilidade para que tenha uma boa recuperação.

Tendinite da Pata de Ganso

É uma inflamação de 3 tendões (sartório, semitendinoso e grácil) chamados de pata de ganso.


Os tendões são responsáveis por dobrar o joelho.


Ocorre principalmente em mulheres que estão acima do peso.


Pode ocorrer também em:


  • Diabéticos

  • Pés planos

  • Deformidades do joelho

  • Traumas

  • Excesso de atividade física

Os sintomas podem ser:


  • Dor na parte de dentro do joelho;

  • Dificuldade para subir e descer escadas;

  • Sensibilidade ao apalpar o joelho;

  • Dor latejante no joelho ao sentar-se;

  • Fisgada ao caminhar com piora à noite e no frio;

  • Inchaços não são comuns, mas podem ocorrer.

Prevenção de lesões

O joelho sofre bastante carga de tensão, sobrecarga e impacto.


Lesões ocorrem principalmente por desgaste das estruturas e durante prática esportiva.


Tanto o desgaste quanto os traumas por esporte são difíceis de evitar.


Mas algumas atitudes podem ajudar:


  • Manter o peso adequado, sobrecarregando bem menos o joelho;

  • Trabalho de fortalecimento muscular nos membros inferiores (coxa, glúteos, panturrilha), mas principalmente do quadríceps;

  • Trabalho de ganho de alongamento;

  • Trabalho de equilíbrio, movimentos de giro, mudança de direção, preparando a musculatura o máximo possível, principalmente em esportes de contato;

  • Praticar atividade que gosta, mas sem excessos para não lesionar por sobrecarga.

Tratamento Fisioterapêutico

Em caso de inchaço, colocar gelo na região.


Em casos de cirurgia realizar tratamento Fisioterapêutico antes e após a cirurgia, para que tenha uma melhor recuperação.


Na consulta avalio os sintomas de dor, inchaço, limitação de movimentos, falta de equilíbrio e força, encurtamentos musculares.


O plano de tratamento é personalizado e leva em conta as necessidades individuais do paciente, de acordo com seus hábitos e estilo de vida.


Em todos os casos é importante a paciência e colaboração do paciente para a melhor recuperação. É importante seguir as orientações.


O tempo de recuperação vai depender do tipo de lesão e de particularidades do paciente.


Importante buscar tratamento o mais rápido possível, para melhores resultados.

Fisioterapia Pós cirúrgico

Importante tratamento Fisioterapêutico o mais rápido possível em casos de cirurgia.


Geralmente são mais longos podendo durar vários meses.


Importante seguir orientações do médico e do Fisioterapeuta.


O retorno ao esporte é um processo demorado. Demanda paciência e persistência com o tratamento e confiança com Fisioterapeuta.

Fique atento

Lesões ligadas a prática esportiva – Menisco e LCA (Ligamento Cruzado Anterior)

Lesões ligadas ao envelhecimento – Artrose – Condromalácia Patelar

Ligadas à falta de atividade física e sobrepeso em qualquer idade – Tendinite Patelar.


Em casos cirúrgicos, é indicado tratamento Fisioterapêutico antes e após a cirurgia para melhor recuperação.


Em casos de trauma com dor intensa, inchaço e dificuldade de movimentação do joelho, procure assistência médica.


Quando sente dores não relacionadas a um trauma, em atividades normais do dia a dia, você pode procurar um fisioterapeuta para uma avaliação e tratamento.



Fernanda Oliveira

Fisioterapeuta em Belo Horizonte