• Fernanda Oliveira

Porque procurar um fisioterapeuta no caso de fratura

Atualizado: 10 de Ago de 2020



Nesse texto:


· O que é Fratura

· Como identificar uma fratura

· Tratamento fisioterapêutico nas Fraturas

O que é Fratura


Acidentes acontecem! Desde pisar em falso, escorregar, pisar num buraco, acidentes domésticos até acidentes no trânsito com motos, bicicletas, carros, ônibus, caminhões, por atropelamento.


As quedas são as mais comuns.


As Fraturas são a consequência de muitos desses acidentes.


É a perda da continuidade de um osso, que se parte em duas ou mais partes, podendo partir o osso por completo ou parte dele.

Classificação das Fraturas


Há alguns tipos de Fraturas que são:


Completas: Perdem a continuidade óssea, o osso se parte por completo.


Incompletas: A lesão óssea é atingida, mas não há rompimento de sua continuidade, o osso não se parte por completo.


Fechadas: A fratura é protegida pela pele, há integridade da pele e o osso não tem contato com o meio externo.


Aberta ou Exposta: Fraturas que tem contato com o meio externo. Os músculos e pele se rompem.

Causas de Fraturas


Quando as Fraturas ocorrem há grandes forças aplicadas nos ossos, causando grande impacto. As causas das Fratura são:


· Quedas

· Pancadas

· Acidentes automobilísticos

· Osteoporose

· Tumores ósseos

Sinais e Sintomas de Fraturas


· Dor intensa;

· Inchaço onde se localiza a fratura;

· Deformidade no local fraturado;

· Incapacidade de movimentar o membro fraturado, podendo não conseguir movimentar por completo ou movimentar um pouco;

· Presença de hematomas, ou seja, o local apresentar vermelhidão;

· Presença de ferimentos no local da fratura;

· Diferença de temperatura no local fraturado e no local não fraturado;

· Dormência e formigamento no local da fratura;


Como identificar se é uma Fratura


Há vários sinais e sintomas no caso de fratura, podendo ocorrer alguns ou todos.

A Fratura é identificada principalmente por esses sintomas e sinais:

· Dor intensa

· Inchaço onde se localiza a fratura

· Incapacidade de movimentar total ou parcialmente o membro fraturado

Quando suspeitar de fratura não tente colocar o osso ou membro no lugar.

Isto pode piorar a fratura além de causar dor muito intensa.

Procure ajuda médica.


O médico deverá ser consultado para um diagnóstico. Ele poderá confirmar o diagnostico através de Raio X e imobilizar o membro fraturado.

Tratamento Fisioterapêutico das fraturas

O fisioterapeuta deverá ser consultado após a liberação pelo médico, pois só poderá atuar depois que a fratura se consolidou.


Em tratamentos de entorses de ligamentos, estiramentos, dor na coluna, dentre outros, pode-se procurar o fisioterapeuta independentemente da consulta médica.


O tratamento Fisioterapêutico deve ser baseado em uma numa avaliação criteriosa, individual do paciente.


É avaliado o estado de saúde, o tempo de imobilização, cicatrização (no caso de cirurgia, na pele onde foi realizado a cirurgia), movimento do membro, força, dor, equilíbrio e o que o paciente consegue ou não fazer.


Depois da avaliação inicia o tratamento Fisioterapêutico com o objetivo de restaurar o movimento, aliviar a dor, ganho de equilíbrio e força muscular.


É importante que o paciente siga as orientações do Fisioterapeuta para uma evolução do tratamento e uma boa recuperação.

E se não fizer tratamento fisioterapêutico


Quando ocorre a Fratura é necessário que o membro seja imobilizado, fique sem movimentar, de alguma forma, tendo realizado ou não cirurgia.


Esse tempo sem movimentar é importante para que o osso tenha uma boa recuperação.


Cada tipo de fratura e cada pessoa tem o tempo de recuperação total da fratura.


Mesmo que tenha reparo completo do osso, devido ao tempo sem movimentar, o paciente poderá perder o movimento e a musculatura atrofiar e ficar fraca.


Qualquer desarmonia ou deformidade na base do corpo pode provocar desequilíbrio e levar a incômodos em outras regiões.


Pode ocorrer, por exemplo, que uma pessoa tenha uma fratura no pé e comece a sentir dor na coluna, por estar utilizando outras musculaturas para suprir a falta de movimento, força e equilíbrio.


Muitos podem pensar que depois que o local da fratura não está mais imobilizado, sem movimentar, o movimento voltará normal naturalmente.


Mas não é o que acontece na maioria dos casos.

É importante realizar um tratamento Fisioterapêutico assim que seja liberado para que se recupere o mais rápido, da melhor forma possível.


A falta de tratamento fisioterapêutico pode comprometer a movimentação da articulação e do movimento e refletir em outras partes do corpo.

Quanto mais rápido iniciar o tratamento, melhor será a resposta


Algumas pessoas deixam para procurar o Fisioterapeuta depois de meses, chegando até 1 ano depois da liberação do médico.


Isto é um erro!


As chances de uma recuperação total no caso de perda de movimentos vão diminuindo com o tempo.


Sempre pode recuperar um pouco, mas não tanto quanto poderia, se tivesse iniciado antes.


Não deixe para depois procure um Fisioterapeuta!



Fernanda Oliveira - Fisioterapeuta em Belo Horizonte

Conheça mais sobre o meu trabalho



IR PARA O SITE

ME SIGA NO INSTAGRAM




Tags:

#fraturas

#tratamentodefraturas

#fisioterapia

#fisioterapiaortopédica #fraturas

116 visualizações

Rua Matias Cardoso, 63 sala 1401

Santo Agostinho- BH -  MG