Buscar
  • Fernanda Oliveira

Osteoartrose ou Artrose na coluna – tratamento e prevenção

Atualizado: 16 de Jun de 2020


Dores na coluna, pescoço ou quadris, dificuldade de movimentar ou sensação de formigamento podem caracterizar a artrose na coluna, também chamada de osteoartrite, osteoartrose da coluna ou espondiloartrose.




Mas afinal o que é isso?

É uma doença degenerativa que provoca um desgaste da cartilagem das articulações da coluna, com sintomas como dor e dificuldade para a movimentar a coluna, quadril e pescoço. As articulações com o tempo ficam mais fracas e a pessoa pode perder a estrutura espinhal, sendo comum em idosos.

A artrose pode afetar várias regiões da coluna como: cervical (pescoço), torácica (meio das costas), lombar (região baixa da coluna) e sacral (região final da coluna e quadril). Pode afetar todas essas regiões ou apenas uma delas.

As cartilagens têm a função de amortecer o impacto e diminuir o atrito entre os ossos, por isso o desgaste pode gerar sintomas como:

  • Dor na coluna que piora ao se movimentar;

  • limitação do movimento devido à dor;

  • sensação de formigamento ou de dormência no pescoço ou nos braços, quando há artrose cervical;

  • sensação de formigamento ou de dormência nas pernas, quando há artrose lombar.

Osteófitos são pequenas pontas que podem se formar nas extremidades ao redor do disco da coluna, com o formato de um gancho, também conhecidos como “bicos de papagaio”. Estes “bicos de papagaio” pinçam ou apertam os nervos que passam na região e causam muita dor.

Além disso, a compressão dos discos de cartilagem da coluna, chamados discos intervertebrais pode causar também a hérnia de disco.

Causas:

  • Alterações genéticas;

  • Envelhecimento, ou seja, desgaste natural das articulações;

  • Excesso de exercício físico;

  • Movimentos repetitivos e incorretos;

  • Postura incorreta;

  • Traumas.

Como diagnosticar a artrose na coluna:

O diagnóstico é feito a partir dos sintomas apresentados e pelo exame físico, em conjunto com exames de imagem como raio x da coluna.

Em alguns casos, pode ser necessária a realização de uma ressonância magnética para identificar alterações de deformidades ou de compressões nervosas não vistas no raio x, como por exemplo hérnia de disco.

Tratamento:

A osteoartrose não tem cura e não pode ser revertida, mas uma intervenção fisioterapêutica deve ser feita a fim de melhorar os desequilíbrios e episódios de dor, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

Primeiramente é realizada uma consulta onde é avaliada a postura, encurtamentos, desequilíbrios musculares e possíveis queixas de dor.

A partir dessa consulta é traçado o plano de tratamento. Os atendimentos individuais serão realizados com duração média de 50 minutos, de 1 ou 2 vezes na semana.

Caso1:

Paciente mulher de 60 anos com dificuldade para andar e se movimentar.

Sente dor na coluna, quadril e pernas, mas principalmente na perna direita.

Com esses sintomas, pode ser feita uma reeducação postural, alongamento dos músculos da coluna, quadril, pernas (principalmente os glúteos, adutores do quadril, iliopsoas, isquiostibiais) para que possa movimentar com mais facilidade.

Todo esse processo é realizado juntamente com a respiração já que muitos músculos respiratórios têm origem na coluna. Quando trabalhamos a respiração trabalhamos também a musculatura da coluna conjuntamente.

Caso 2:

Paciente homem de 55 anos apresenta bico de papagaio e dor no pescoço com dificuldade de movimentar.

Com esses sintomas, utilizando o método RPG, deve ser feito um alongamento dos músculos cervicais (principalmente os esternocleidomastoideo, trapézio e peitorais) para melhorar o movimento do pescoço.

São realizadas manobras manuais para diminuir a dor e relaxar a musculatura conseguindo realizar os movimentos melhor e com menos dor.

Durante todo o processo é realizado um trabalho junto com a respiração, através da respiração correta, os músculos do tórax e respiratórios são trabalhados de forma a propiciar um melhor alongamento e movimento da coluna como um todo.

Como prevenir a artrose na coluna:

  • fortalecimento muscular para manter a cartilagem funcionando adequadamente e sem desgaste;

  • evitar exercícios de impacto para não sobrecarregar as articulações e a coluna;

  • usar calçados confortáveis que ofereçam boa base de apoio, não sendo muito alto e nem muito baixo, tendo um salto de 2 a 3 cm. Para que assim não sobrecarregue a coluna e cause desgaste nas articulações;

  • controlar o peso corporal pois a obesidade pode gerar sobrecarga na coluna e causar a artrose;

  • trabalho de correção postural com RPG (Reeducação Postural Global)

O RPG tanto pode ser aplicado no tratamento e também na prevenção da artrose, bem como de outros problemas na coluna.


SITE

#artrosenacoluna #fisioterapiaparaartrosenacoluna

24 visualizações